As camisetas do Sport Club Guarany, de Cruz Alta (parte 3, os anos 1990)

Com ilustrações de Evaldo Júnior (www.erojkit.com)

O Guarany começou a década consolidado na primeira divisão e com a promessa de viver seus melhores anos. O futuro, no entanto, mostraria o oposto. Em 1991, o clube acabaria fazendo a terceira pior campanha entre os 20 clubes da elite, com 11 derrotas e apenas três vitórias em 19 partidas. Foi salvo por não haver rebaixamento automático.

No ano seguinte, na maior negociação de sua história, vendeu o atacante Catê para o São Paulo. Em troca, recebeu 30 mil dólares e nove jogadores da base do clube paulista para serem experimentados na Taba. Além disso, o time de 1992 começaria por um grande nome: Mazarópi, goleiro campeão do mundo pelo Grêmio quase uma década antes e, então, atual campeão gaúcho pelo clube da capital. Acabou dando tudo errado. Mazarópi teve péssimas atuações e saiu em meio a temporada sem deixar saudades na cidade. A campanha, embora não tão ruim quanto a do ano anterior, continuou sendo péssima.

Em 1993, o Guarany teve uma de suas melhores campanhas no Gauchão, chegando, entre 24 equipes, até o octogonal final da competição, finalizando o campeonato em sexto. Aquela acabaria sendo a última grande temporada do futebol profissional do clube. Em 1994, depois de longas 44 rodadas, o Guarany fez segunda pior campanha da competição, somando apenas 24 pontos. Com isso, foi alocado na Série B do ano seguinte. Na série B, o clube foi muito mal, sendo obrigado a disputar um “torneio da morte”, que decidiria os rebaixados. O Guarany acabou saindo vencedor do torneio, o que de nada valeu. Na temporada seguinte foi anunciado o licenciamento do clube das competições profissionais.

O retorno do Guarany às atividades ocorreu apenas em 1998, com uma vergonhosa campanha de 5 derrotas e 1 empate em seis partidas na Segundona. Para 1999, a FGF recriou a terceira divisão e o Guarany acabou em terceiro lugar, uma boa, porém insuficiente temporada, já que apenas os dois primeiros tinham direito ao acesso. No ano seguinte, mais uma vez o Guarany chegou em terceiro, dessa vez, perdendo o acesso no saldo de gols. Seria a última boa campanha do clube, que iria muito mal em 2001 e se despediria mais uma vez do futebol profissional.

As camisetas do Guarany de 1991 são bem parecidas com as dos anos anteriores, nos modelos listrado e branco, com patrocínio da Scepter. Ao longo da temporada, no entanto, é usada em alguns jogos uma camiseta que lembra as da década de 1960, com uma faixa horizontal azul e sem patrocínio.

1991 SC Guarany (branca 2)

Entre 1992 e 1993, as camisetas foram fabricadas pela catarinense Replay. O azul fica um pouco mais claro e acinzentado.

Nas temporadas de 1994 e 1995, o Guarany usou camisetas com modelos padronizados da marca alemã Reusch. Foram os últimos anos em que o patrocínio principal do clube foi o Scepter.

Quando retorna em 1998, o patrocínio frontal das camisetas passa a ser Unimed. Nas costas das camisetas já estava o patrocínio da Unicruz, que permaneceria no clube até a temporada final em 2001. Em 1999, é usada uma camiseta com faixa diagonal. Nos últimos dois anos, as camisetas tem cor única, a titular azul e a reserva branca.

Referência: A melhor referência sobre a história do Guarany é o livro Esporte Clube Guarany: Uma História de 94 Anos, de Lino Ceretta, torcedor e ex-goleiro do clube. É um trabalho muito dedicado e bonito. Agradeço igualmente aos pesquisadores Izan Muller e Lucas Scherer por compartilharem uma cópia deste trabalho comigo.

Um comentário sobre “As camisetas do Sport Club Guarany, de Cruz Alta (parte 3, os anos 1990)

Deixe uma resposta para Marcio Silveira Borba Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s