As camisetas do Esporte Clube Botafogo, de Fagundes Varela (parte 1, a década de 1970)

Com ilustrações de Evaldo Junior (www.erojkit.com)

Em 17 de dezembro de 1949 foi fundado, em Fagundes Varela, então distrito de Veranópolis, o Esporte Clube Botafogo, embora seja possível que, informalmente, já se usasse o nome anteriormente para se referir a um antigo clube, por vezes chamado de Arranca-Toco. Seja como for, o clube nasceu a partir da Cooperativa de Suinocultores da localidade e foi um dos muitos clubes gaúchos com nomes inspirados nas equipes cariocas, que chegavam a todo o país através das ondas curtas do rádio. Curiosamente, no entanto, o Botafogo fagundense nasceu azul e branco (e com meias pretas). Pelo formato do distintivo original e pelas cores, eu desconfio que alguns gremistas tiveram influência nas origens do clube. Os distintivos do clube podem ser conferidos no blog Times do RS.

No começo dos anos 1960, o Botafogo vive uma crise e é quase desativado. Surge na Cooperativa um outro clube, chamado Sul Brasil, e, por um período, a história dos dois se mistura bastante. Então, em 1965, o estatuto do Botafogo é alterado e ele passa a se equiparar ao homônimo carioca em identidade, com camisetas alvi-negras e a estrela solitária no peito. No mesmo ano, o clube se filia a Liga Veranense de Futebol e inicia sua ascensão. Nessa época, se desenvolve grande rivalidade com as equipes da sede do município de Veranópolis, o Dalban e o Veranense, e com o Juvenil, de Cotiporã, à época também um distrito. Logo em seu segundo ano de filiação, 1966, o Botafogo conquista o título municipal, o que repete no ano seguinte.

Ao final de 1967, a direção do Botafogo, a exemplo do que tinha ocorrido com o Juvenil no ano anterior, solicita a filiação do clube na Federação e sua inclusão na categoria especial de amadores, o que é aceito. Com os bons e, até certo ponto, surpreendentes resultados obtidos, no começo da década de 1970, o Botafogo decide criar o departamento de futebol profissional. A estreia do clube no profissionalismo se dá em 20 de fevereiro de 1972, com uma vitória por 2 a 0 sobre o Veranense, na sede do município. Nos anos que se seguem, o Botafogo faz campanhas medianas, porém consistentes, nas competições profissionais, com algum domínio regional. Por ser um clube profissional sediado num distrito com menos de 5 mil habitantes, chega a ganhar destaque nacional. Em crise financeira, agravada pela nova legislação brasileira que, desde 1978 exige o recolhimento da contribuição previdenciária sobre o salário dos jogadores, em 1981, treze equipes solicitam o licenciamento do futebol profissional à FGF, incluindo o Botafogo.

O Botafogo inaugura sua fase profissional usando um par de camisetas típicas da década de 1960, com golas do tipo polo. A branca havia sido inaugurada em 1970, enquanto a listrada já era usada desde a troca das cores do clube para preto e branco. Em 1977, uma nova camiseta branca, mais moderna, é introduzida e passa a ser o modelo mais utilizado pelo clube até o primeiro licenciamento. Ao longo dos anos, pequenas alterações no distintivo são evidentes. Isso ocorre, principalmente, devido a diferenças na confecção do material esportivo e não necessariamente a alterações da identidade do clube propriamente dita.

1977-1979 EC Botafogo (branca)

As informações históricas do Botafogo foram retiradas do excelente livro “Botafogo de Fagundes Varela – Os Torresmeiros”, de Argel Rigo. Informações sobre o livro podem ser obtidas pelo email prefeitura@fagundesvarela.rs.gov.br, da prefeitura de Fagundes Varela.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s