As camisetas do Esporte Clube São Luiz (parte 4, de 2015 a 2019)

Com ilustrações de Evaldo Junior (erojkit.com)

Após o rebaixamento em 2014, o São Luiz levou algumas temporadas para se reestruturar. Nas duas temporadas seguintes, o clube até conseguiu avançar à segunda fase da Divisão de Acesso, mas ficou muito longe de avançar às fases subsequentes. As camisetas seguiram sendo fabricadas pela Drággon, em Sarandi. Em 2014, as camisetas eram bonitas e sem muitas inovações. Para 2015, foi lançado um pouco comum uniforme titular listrado.

Em 2017, o São Luiz chegou a viver uma pequena instabilidade ao longo da primeira fase do campeonato, quando passou seis rodadas consecutivas sem vencer (cinco empates e uma derrota), se afastando do grupo de classificação. Nos sete jogos do returno, no entanto, o São Luiz perderia apenas dois pontos (num empate sem gols com o Esportivo, na última rodada), encerrando a primeira fase como a maior pontuação entre todas as equipes. Na sequência, eliminou o Aimoré nas quartas e o Inter de Santa Maria nas semis, para enfrentar o Avenida nas finais. Com dois empates e uma vitória nos pênaltis, o São Luiz sagrou-se campeão da Divisão de Acesso pela quarta vez em sua história e retornou à elite do futebol gaúcho. O herói do título foi o goleiro Jonatas, que defendeu a 19ª cobrança e converteu a 20ª e derradeira. Sem um patrocínio master, o São Luiz dedicou a principal localização da camiseta para a sua campanha de sócios.

São Luiz Campeão 2017

O São Luiz é campeão do Acesso de novo em 2017. (Foto do Expresso da Várzea)

No retorno à primeira divisão, o São Luiz fez uma campanha discreta, mas manteve-se distante do rebaixamento. Com a oitava colocação na primeira fase, conquistou uma vaga nas quartas-de-final, sendo eliminado pelo Brasil de Pelotas. Grande importância na campanha do clube teve o centroavante Michel, que, marcando oito dos 14 gols do São Luiz, foi o artilheiro do campeonato. Vale a pena rever o golaço de bicicleta marcado por Michel na vitória por 1 a 0 contra o Juventude. Bicicleta mesmo: pedala com uma e chuta com a outra. Depois de 12 temporadas usando Drággon, o material esportivo do São Luiz passa a ser fabricado pela Weefe. Outro destaque fica por conta do retorno da Ceriluz para a parte da frente das camisetas, algo que não acontecia desde a década de 1980.

Para 2019, o São Luiz manteve a estratégia da temporada anterior. Manteve o técnico e vários jogadores, promoveu mais algumas melhorias no Estádio 19 de Outubro e aumentou consideravelmente o quadro social. Uma das principais mudanças foi a saída de Michel, substituído por Marcão que, repetindo o antecessor, foi o artilheiro do Gauchão. O rubro terminou a primeira fase em quarto, com 17 pontos. Nas quartas, eliminou o São José, para ser eliminado pelo Grêmio nas semifinais. Mais uma vez, o material esportivo foi produzido pela Weefe.

Michel e Marcao

Michel e Marcão, artilheiros do Gauchão em temporadas consecutivas pelo São Luiz (Fotos de Esportchê e Noroeste Online).

Com isso, encerramos a história das camisetas do São Luiz. Possivelmente, faremos, mais adiante, uma postagem apenas com as terceiras camisas do clube. Na última década, o São Luiz tem sido uma das equipes gaúchas que mais aproveita a possibilidade de inovar no terceiro uniforme.

Lembrando que todos os clubes que já foram publicados pelo 1PMFG estão no Catálogo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s