Novo Horizonte “estreia” camisa reserva de 2019

Inauguramos hoje uma nova área do blog, que trará as novidades e excentricidades do mundo das camisetas dos times gaúchos. Essa nova seção se chamará “de Olho nas Camisas”, abreviada por dOnC.

No último sábado (04/05/2019), o Novo Horizonte foi a São Leopoldo enfrentar o 12 Horas. E a primeira vitória profissional do time do relógio (por 3 a 2) não foi o único fato marcante da partida. Jogando de camisas escuras, a equipe do Campo da Tuca obrigou os esteienses a jogarem com uniformes claros pela primeira vez na temporada.

2019 EC Novo Horizonte (branca) foto do jogo contra o 12 horas

O Novo Horizonte posa para a foto antes do jogo contra o 12 Horas. Pela segunda vez na história uma equipe profissional gaúcha utiliza material esportivo produzido pela Felpa 3.

A curiosidade é que as camisetas não eram tão novas assim. Produzidas pela Felpa 3, uma pequena fábrica da Zona Sul de Porto Alegre, fechada desde o começo dos anos 2010, as (bonitas, diga-se de passagem) camisas brancas com ombros azuis e detalhes em amarelo não eram, originalmente, do Novo Horizonte. Do lado esquerdo do peito e às costas, a camiseta continha, respectivamente, distintivo (antigo) e nome do Atlético Clube Sulbrasil, tradicional clube amador de Cachoeirinha, fundado em 1953. Além disso, nota-se a ausência do verde, principal cor do Novo Horizonte.

Os distintivos novo e antigo do Sulbrasil

A explicação é bem simples: desde 2017, Novo Horizonte e Sulbrasil têm parceria nas categorias de base. As camisetas, no entanto, são bem anteriores ao convênio. O distintivo do Novo Horizonte, no centro do peito foi aplicado posteriormente, embora não especificamente para este jogo. Com isso, o Novo Horizonte tornou-se o segundo time profissional gaúcho a usar material esportivo da Felpa 3. Curiosamente, o time anterior havia sido o Cruzeiro, hoje em Cachoeirinha, e dono da Arena na qual o Novo Horizonte manda seus jogos na Segundona.

O juvenil do Sulbrasil é visto utilizando as mesmas camisetas em 2018 (já com a inclusão do distintivo do Novo Horizonte) e em 2017 (antes do convênio e da aplicação do distintivo do Novo Horizonte) – fotos do Facebook do Sulbrasil.

Times utilizarem camisetas de outras equipes em emergências não é algo raro na história do futebol. Uma das histórias mais notórias, pelo menos pra nós, aconteceu na Copa de 1950, quando, jogando em Porto Alegre, Suíça e México entraram no campo dos Eucaliptos fardados com camisas vermelhas. A solução foi buscar camisetas do Cruzeiro no Estádio da Montanha, que ficava nas cercanias, para vestir os mexicanos. Alguns anos mais tarde, na Copa de 1978, foi a vez do pequeno Kimberley emprestar seu fardamento para o selecionado francês.

No RS, há bem pouco tempo, o PRS usou camisetas da Associação Garibaldi em alguns jogos, assim como o Barra usou camisetas apenas com o distintivo do Mundo Novo. Um pouco antes, no começo dos anos 1990, o Guarani, que tinha convênio com o Sá Viana para a utilização de sua estrutura física, jogou com camisetas emprestadas pelo clube dos Álamos.

E você, leitor: lembra de mais histórias desse tipo no futebol profissional gaúcho?

2 comentários sobre “Novo Horizonte “estreia” camisa reserva de 2019

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s